TODOS OS POETAS

Antologia Poética

 

Antonio Virgílio

 

NÁUFRAGO

 

Ainda corro contra o tempo...
Ele me é implacável.
Ainda navego sentimentos...
Ele me é indomável.

Ainda choro enquanto você sorri.
Ontem me fiz pranto...
Acordou-se em mim uma dor antiga.

Hoje me pego cantando...
Escondendo tristezas da vida.
Ainda me confortam pedaços de nostalgia.

Na parede um retrato adolescente envelhece
No cabideiro as traças devoram a casimira
No espelho entrevejo um rosto pálido
No travesseiro sinto o hálito da bebida.
Ainda descaminho no meu caminho.

VOLTAR