TODOS OS POETAS

Antologia Poética

 

Prece de um Brasileiro

Arlete Moreira dos Reis

arletemr@ig.com.br

Meu Deus!
Que vergonha sinto n'alma
De ver tanto sofrimento
E nada poder fazer,
A não ser alertar meu povo
Para não se deixar levar,
Pelos heróis fabricados
Que a Nação vêm salvar.

Passadas as eleições,
As reverências ao Povo,
Esquecem os empossados
De todos os miseráveis.
Já não lhes incomoda a pobreza,
A mortalidade infantil,
Os mendigos que se cuidem
E procurem aonde dormir.

A moeda estrangeira
Em forma de comissão
Fecha os olhos dos políticos
Que concedem aos espertalhões
A destruição de nossas matas,
As terras dos índios roubadas,
A morte de Chico Mendes
Há muito encomendada.

Continuamos Senhor,
Sem ter como ecapulir,
De tanta violência,
Da corrupção total,
De viver num país rico
Sem ter o que comer,
Sem escola, moradia,
Sem saúde perecer.

Meu Deus, se és brasileiro
Como todo o Povo diz,
Arranca do berço esplêndido
Este gigante Brasil
E faz ecoar seu grito
Para todo o Continente:
- Fora aventureiros,
Vou salvar a minha gente!

VOLTAR