O TEMA DO POEMA

Antologia de Poesia Temática

ÁRVORE

 

ÁRVORE-FLOR


  Luiz Carlos Amorim


Meu pé de jacatirão
caiu semente em mim
brotou viçoso e verde,
ficou raízes,
cresceu frondoso
e desabrochou,
floresceu cores.
Pintou de branco,
rosa e vemelho
todo o chão
do meu coração...


 
MEU PÉ DE JACATIRÃO


 Luiz Carlos Amorim


Cresce em meu coração
uma árvore.
Há dentro de mim
um pé de jacatirão...
Rude, agreste,
humilde, solitário,
festivo, frondoso,
majestoso e colorido.
 
No outono e no inverno,
sou esperança;
no verão,
sou festa de amor e cor,
resplandeço flores e luzes,
cúmplice do sol.
E então eu me envaideço,
sou feliz.
O mundo inteiro
é uma aquarela
e eu pinto a vida
com as minhas cores.
 
Corre em minhas veias
a seiva, o sangue,
de um pé de jacatirão..

 

AMEAÇA

Luiz Carlos Amorim

Os pés de jacatirão
explodem de novo em cores,
enfeitando os caminhos,
anunciando o verão.

Árvores majestosas,
distribuindo beleza
por todo o sul do país.
Mas estão ameaçados,
os arautos coloridos.
A cada ano que passa,
mais se faz desmatamento,
menos árvores florescem...

Se morre o jacatirão
quem é que vai enfeitar
o verde de nossas matas?
Quem confirma a primavera
a anuncia o Natal?
Quem ensinará a ver
com tão singela beleza
que podemos ser felizes?

 

O NOME DA FLOR

Luiz Carlos Amorim

A primeira flor
de jacatirão
da primavera,
em outubro,
tem um nome:
saudade...


.
VOLTAR