TODOS OS POETAS

Antologia Poética

 

Fernando Tokarski

 

PÁSSARO VELHO


Meu pássaro é qualquer dia
atrás do outro
derramando rimas,
versos brancos, cacofonia
e de sobra algumas lágrimas.

Meu pássaro velho é um fantasma
que me conhece a fundo,
me embebeda como se fosse asma
e ri como se fosse deste mundo.

Então escrevo meu nome,
rasgo meu poema, minha bandeira,
e me vejo tão próximo do viver
porque sei que meu peito
está voando,
minha vida é passageira
e viver
é uma simples questão de ser!

 

VOLTAR