TODOS OS POETAS

Antologia Poética

 

Flaveus Van Neutralis

 

A DÉCIMA TERCEIRA HORA

 

É chegada a décima-terceira hora
A hora que marquei comigo mesmo
Para pensar um pouco mais em
Mim
Calculo como um louco cada segundo de meu
Existir
Pois um mínimo tempo perdido dói demais no
Coração
E pesa demais no futuro
Um piscar de olhos pode me levar a perder tudo
E uma tarde de sono pode me levar à morte
O tempo não pára, e urge à seu bel prazer
Contra mim e ao meu favor
Ao meu favor e contra mim
Tiquetaqueando e se divertindo
Me torturando
Me envelhecendo
E me enlouquecendo

Quanto mais força faço para deter o tempo
Mais fraco fico
E mais rápido começo a
Padecer

VOLTAR