TODOS OS POETAS

Antologia Poética

 

Francisco Filardi 

 

APAGA-DORES



A borracha apaga o escrito
do lápis que apaga o verbo
que apaga as desculpas
que apagam as mágoas
que apagam amores
que apagam as dores
de nosso coração.
 
Mas borrachas são ondas
que não apagam saudades,
que não apagam lembranças,
que não apagam temores
e muito menos as dores
que apagam versos,
que apagam poemas,
que apagam poetas..
.


(in "Herdeiro do Nada")


E-mail: ffilardi@rio.com.br

 

VOLTAR