TODOS OS POETAS

Antologia Poética

 

Francisco Lins do Rego Santos

 

PEDAÇOS

 

O esquecimento dos jardins

desfez em lágrimas e vento

a memória que sobrevivia ao tempo

do pânico e das pedras.

 

E o desengano do mundo

impôs o silêncio das palavras

e o equívoco dos gestos.

 

Os crédulos que tramavam desejos

abandonam as fantasias

de uma noite sem acontecimentos...

 

E nas mesas e nos balcões,

onde disfarça em cinza e cálice

as angústias da metrópole,

desfaz-se o homem e a vida

 

Que lhe escorre da boca

e irrompe dos pulsos,

no abismo dos olhos

que espreitam vultos

e acomodam ausências...

 

VOLTAR