TODOS OS POETAS

Antologia Poética

 

MUNDO ATUAL

Henrique Martins de Freitas

Era um mundo azul
Radiante
Quando vi sombras
Na noite
Ruídos em toda parte
Falsidade
Nos sorrisos.

Era um tempo calmo
Quando vi
Os mortos querendo voltar
Para rezarem por nós
Os vivos!

Era um tempo azul
Quando vi
Meus governantes
Falarem em paraíso
Nos impondo os escombros
Da desfaçatez.

Era um tempo azul e calmo
Quando vi
Seres famélicos -meus irmãos-
Catando lixo
Soterrando toda dignidade
Que havia
de um povo!!

 

VOLTAR