TODOS OS POETAS

Antologia Poética

 

Joel Rogério Furtado

 

 ASSIM VEJO O MUNDO


Nada de recapturar a vida
e prendê-la em redoma de vidro.
Só quero marcar estes momentos
com o estigma da ternura
e fixá-los no tempo
porque estou feliz.
Nada de parar o tempo
como um profeta do ontem
-nada de ser o Salvador dos Tristes
mas o Apóstolo da Paz

–o Porta Bandeira do Sonho

–o Posto Avançado da Luta.

Quero estabelecer este momento
como único
entre todos os momentos
(o instante que não volta mais
é trágico porque único).
Não quero ver o império do egoísmo
estender seus tentáculos no mundo.
Quero saber o que pensa o meu irmão
que não teve alegria
que não conquistou tempo
para recriar sua paz.
O rejeitado pela sorte

–o que não vestiu a túnica

-ternura da tranqüilidade interior
não sentirá presente
o mistério da vida.

 

VOLTAR