TODOS OS POETAS

Antologia Poética

 

Marc Fortuna 

 

ABDICAR
                                                      

                                  
Desisto
Sofro calado
Não mais ouvirás meu som, meu penar
[insisto]
Meu coração quebrado
Chora a toada fora do tom, do amar.
Se me amas e não queres minha presença
Se buscas meu corpo e me traz ausência
Que devo eu fazer para te ter?
Morrer?

Mas oque é a morte
se não a falta da vida?
Sinto minha vida distante... morta.

Você me quer perto
mas me faz longe...
distante...
amante...
 

VOLTAR