TODOS OS POETAS

Antologia Poética

 

Margarida F. da Silva

 

 MISTÉRIO


 
Vazios, vazios sem fim...
Não sei... mas vejo abismos
profundos abismos das almas,
mundos místicos, descoloridos.
Será que é a vontade de amar,
este mistério do nosso olhar?
Ou será simplesmente um sonho,
um sonho para não mais chorar?
Ver seus olhos...
Seguir sua luminosidade misteriosa.
Ver seus olhos...
e a doce reminiscência do sorrir.
Será, talvez, a vontade de partir,
deste mundo fugir?
Ou será a esperança, sinal do nosso íntimo
de que, apesar de tudo, nada está perdido?

 

VOLTAR