TODOS OS POETAS

Antologia Poética

 

Maria Esther Torinho


CORAÇÃO DESERTO

 

Meu coração é sozinho
e vagueia desnudo.
 
É dia e pelo caminho
dispo-me de falsos recatos
e visto-me de sonhos tantos,
de sonhos tamanhos
encanto-me
e vejo-te em mil formatos
e tão benfazejo é esse momento
que em riso se torna meu pranto.
 
Meu coração é vazio
e vagueia desnudo.
 
É noite e no leito macio
dispo-me de falsos pudores
e visto-me de beijos tantos
de beijos tamanhos
assanho-me
e vejo-te em todas as cores
e beijo-te em mil sabores
mas tão solitário é esse momento
que todo o meu riso se veste de pranto.
 
Meu coração é deserto
e vagueia desnudo.

 

VOLTAR