TODOS OS POETAS

Antologia Poética

 

Reynaldo Sanchez


MISTÉRIOS


 
NO CENTRO DOS MEUS MISTÉRIOS
VEJO A ALDEIA POVOADA
UM PADRE E UM SACRISTÃO
OUÇO O SOM DA BADALADA
O SILÊNCIO DA ORAÇÃO
COMO A PAZ DOS CEMITÉRIOS
 
NA PRAÇA O POVO SOFRIDO
NA LUTA DO DIA A DIA
NOS ROSTOS SEM ESPERANÇA
NO CORPO A MORTE TARDIA
NENHUM SINAL DE LEMBRANÇA
DE UM DIA TER VIVIDO
 
NA MÃO DOS NOBRES TIRANOS
A VIDA DE TODA A GENTE
DO BRANCO- NEGRO E GENTIO
DO SADIO E DO DEMENTE
DO HOMEM E DO CÃO VADIO
NOSSOS FANTASMAS INSANOS
 
NOS LABIOS SÓ IMPROPÉRIOS
SEM NEM OUVIR OS CLAMORES
DESSA GENTE DESVALIDA
DESCONHECENDO OS AMORES
PERGUNTO O QUE VALE A VIDA
NO CENTRO DOS MEUS MISTÉRIOS

 

VOLTAR