TODOS OS POETAS

Antologia Poética

 

Ronaldo Correa


CONVERSA

 

Sabe, às vezes nada temos para dar
ao irmão que passa ao lado:
nem sorriso, nem gesto,
sequer uma palavra..
Sequer damos presença e companhia,
dizemos que estamos distantes
por esses caminhos esguios,
tentando reencontrar imagens
e resgatar a própria verdade.
Nunca, nada temos, para dar:
nem coberta, nem comida, nem coração.
Não queremos repartir nossas sandálias,
pois esquecemos o dia de ontem, sem emoção.
Às vezes, nada temos para dar,
porque somos a ausência e a solidão.
Ou porque não paramos para conversar...

 

VOLTAR