TODOS OS POETAS

Antologia Poética

 

Tótila Artigas

 

 VIDA INTERIOR


Escuro...
Está tudo escuro...
Agradavelmente quente,
Mas... escuro.
Nada sob meus pés,
Nada ao alcance
Das minhas mãos.
Flutuo no escuro...
Escuridão solitária.
O doce embalo morno...
Sem passado,
Sem presente,
Sem futuro,
Flutuo na solidão
Nem acima,
Nem abaixo,
Nem esquerda,
Nem direita,
Só flutuo.
Uma luz...
Um ponto de luz...
(Será alguém
com uma lanterna?
Ou uma lanterna
Sem ninguém?)
Mais luz...
Flutuo na penumbra.
Flores...
Perfume agradável
na penumbra...
Mais flores...
Mais luz,
Cores....
Muitas cores,
Som...
Muitos sons...
Muita luz...
Nasci!

 

VOLTAR