TODOS OS POETAS

Antologia Poética

 

Wagner Farinéa

 

UM MENINO


Um menino sorri um sorriso emprestado
Num gesto forçado
O peito angustiado
Relembra o passado
O rosto marcado
Implora um trocado
Às vezes para o bem
Às vezes para o mal
Mas afinal
Se "a males que vem para o bem"
Por que com ele não pode ser assim também?

Um menino corre um tanto assustado
Num mundo mudado
Do sonho encantado
Ao pesadelo fardado
No muro encostado
Ele é revistado
Às vezes por bem
Às vezes por mal
Mas afinal
Se "a males que vem para o bem"
Por que com ele não pode ser assim também?


(E-mail: farinea@ig.com.br)

VOLTAR